Entenda os 4 ps do Marketing

A publicidade de um produto ou serviço pode ser definida, de forma simplificada, como colocar o produto certo, no lugar certo, com o preço certo, na hora ou momento mais adequado para atrair consumidores e possibilitar as vendas. Nesse sentido, os 4 ps do Marketing elevam essa concepção para melhor 

Na verdade, existe um mix de marketing, e ele pode ser definido como um conjunto de táticas de ações que uma empresa utiliza para impulsionar os produtos junto ao mercado consumidor.

Trata-se de um mix de marketing porque consiste em 4 elementos diferentes que permitem divulgar um produto com qualidade e porque devem ser aplicados em conjunto para alcançar resultados positivos.

O uso de um mix de marketing é uma excelente maneira de garantir que uma estratégia realmente aconteça, considerando um cenário específico.

Com isso, se mostra uma ferramenta crucial para entender o que o produto ou serviço pode oferecer e como planejar uma oferta de produto bem-sucedida .

Por isso o mix de marketing é mais comumente executado a partir dos 4 P's do marketing:

  • Preço;
  • Produto;
  • Promoção;
  • Praça.

Além desses 4 P’s essenciais para uma devida estratégia e posicionamento, o mix de marketing foi evoluindo com o tempo, tendo conceitos expandidos e implementados. Com isso, chegou-se também, ao conceito de 4Cs: Cliente, Custo, Conveniência e Comunicação. 

Em ambos os casos, os 4 Ps do marketing servem como uma diretriz, um ponto de referência para começar a planejar o produto ou até mesmo avaliar uma oferta de serviço existente, posicionando a marca e as soluções propostas.

Clique e saiba mais +

Entenda melhor os 4Ps do marketing

Os 4Ps do marketing são, basicamente, um modelo de para aprimorar os componentes do mix de marketing e a comunicação da marca. Ou seja, a maneira pela qual uma marca leva um novo produto ou serviço ao mercado consumidor, se posicionando.

Esse método ajuda a definir as opções de marketing de modo a trazer competitividade, a partir de termos e práticas voltadas ao preço, produto, promoção e praça (sendo o último voltado ao local em que uma loja de bicicleta está instalada, ou os serviços serão realizados, por exemplo).

O intuito é que, a partir dessa avaliação, a oferta atenda a uma necessidade ou demanda específica do cliente.

O mix de marketing e os 4Ps de marketing são frequentemente usados ​​como sinônimos um do outro. Mas, na verdade, eles não são necessariamente a mesma ação.

Quando se trata de mix de marketing, a estratégia/conceito se refere a uma frase geral usada para descrever os diferentes tipos de ações e escolhas que as organizações precisam fazer/avaliar durante o processo de desenvolvimento de um produto para o mercado. 

Já os 4Ps são uma forma, e provavelmente a mais conhecida, de se definir o mix de marketing e características/análises fundamentais para produtos e campanhas mais qualificados.

Esse termo foi expresso pela primeira vez ainda na década de 1960, por EJ McCarthy em seu livro “Marketing Básico – Uma Abordagem Gerencial”, (Basic Marketing – A Managerial Approach), estabelecendo o que hoje se conceitua como 4 ps.

  1. Produto ou serviço

O produto é um bem tangível, como um Livros infantil cristão, ou intangível, como um curso, que visa atender a uma necessidade ou demanda específica do cliente.

Todos os produtos seguem um ciclo de vida lógico, relacionado ao mercado em que estão inseridos e ao valor/proposta de negócio, bem como com a jornada de compra que pode ser oferecida (ou seja, se é um produto que possibilita uma compra mais ágil ou é um material/serviço que demanda considerações). 

Assim, é vital que os profissionais de marketing entendam e planejem o que será oferecido e seus diferenciais, os vários estágios de compra/relacionamento e os desafios que compreendem o contexto de atuação e o tipo de produto.

É fundamental entender os problemas que o produto está tentando resolver.

Os benefícios oferecidos e todas as características que o diferenciam também precisam ser compreendidos para evidenciar a proposta e valor material.

Mais ainda, esse conhecimento da proposta permitirá que um ciclo/experiência de venda exclusiva seja estudado. Do mesmo modo, os potenciais compradores do produto passam a ser identificados e compreendidos com mais clareza.

  1. Preço

O preço cobre o valor real que se espera que o usuário final pague por um produto. Ou seja, esse pilar afetará diretamente a forma como o material é vendido. 

O processo também está relacionado ao valor percebido pelo cliente, e não a um custo objetivo do que está sendo oferecido. Por isso, aqui, deve-se identificar e ressaltar o que torna o material único, para que o valor solicitado seja compreendido.

Se um bem de consumo tiver um preço maior ou menor do que o valor adequado, ele dificilmente será vendido ou valorizado pelo consumidor.

É por isso que é importante entender como um cliente vê o que a marca está vendendo. 

Por exemplo, se houver um valor positivo para o cliente, um serviço de cabeamento estruturado pode ter um preço mais alto do que o valor monetário final estimado, melhorando os resultados da empresa.

Por outro lado, se um produto como brinquedos para pet tem pouco valor aos olhos do consumidor, talvez precise ser subvalorizado para ser vendido, ou ter seu design e marketing reestruturado para posicionar o item de melhor forma no mercado.

O preço também pode ser afetado por planos de distribuição, custos da cadeia de valor e mercado, e como os concorrentes precificam o produto na rede rival.

  1. Promoção

As estratégias e técnicas de comunicação de marketing estão todas sob o título de promoção.

Estes podem incluir a publicidade em si, bem como promoções de vendas, ofertas especiais e relações públicas. 

Seja qual for o canal utilizado, é necessário que ele seja adequado ao produto - se é algo mais técnico como um pirômetro digital ou se é um serviço de ciclo de compra ágil, como conserto de carro.

Além disso, as ações devem considerar aspectos como o preço e o usuário final para o qual o produto está sendo comercializado, para que esteja alinhada à proposta da marca.

  1. Praça ou local

Praça ou local está relacionado com a forma como o produto será fornecido ao cliente. Ou seja, se será disponibilizado em site, loja física ou redes de mercado, por exemplo.

A distribuição é um elemento chave da colocação. 

Com isso, a estratégia de posicionamento ajudará a avaliar qual canal é o mais adequado para um produto. 

Nesse sentido, a forma como um produto é acessado pelo usuário final também precisa complementar o restante da estratégia do produto.

Como desenvolver um mix com 4Ps de marketing?

Intuição e pensamento criativo são requisitos de trabalho essenciais para um profissional do setor de publicidade. Porém, confiar apenas nisso pode levar a suposições imprecisas que podem não produzir resultados. 

Para garantir um mix de marketing baseado em pesquisa e que combine fatos com inovação, um gestor deve passar por distintas etapas. 

Definição de proposta de venda exclusiva

O primeiro item da agenda do profissional de marketing deve ser definir o que o produto tem a oferecer ou quanto a proposta de venda é exclusiva.

Além disso, precisa considerar se o serviço de seguro de carros valor, por exemplo, está adequado ao público final e a proposta de valor idealizada.

Por meio de pesquisas com clientes ou grupos focais, é possível identificar a importância desse produto ou serviço para o consumidor, e se ele está intrigado com a oferta. 

É preciso entender, de forma clara, quais são os principais recursos e benefícios do produto e se eles ajudarão a garantir as vendas. Isso se aplica a bens físicos, serviços e até o comércio eletrônico.

Saiba quem é o público-alvo

O segundo passo é conhecer e entender o consumidor ao qual o produto se destina, e assim a estratégia pode ser focada identificando quem o comprará e quais aspectos do produto serão mais valorizados, tornando as ações de marketing mais efetivas.

Todos os outros elementos do mix de marketing decorrem do entendimento de:

  • Quem é o cliente;
  • O que eles precisam; 
  • Qual é o valor do produto para eles;
  • Como pode ser a resolução de um problema.

Essa compreensão garantirá que a oferta do produto seja relevante e direcionada para o público ideal. 

Entenda a concorrência

O terceiro passo é entender a concorrência, levando em consideração os preços e benefícios relacionados, como descontos, garantias e ofertas especiais.

Todos esses fatores precisam ser avaliados para definir os diferenciais a serem destacados.

Uma compreensão do valor subjetivo do produto e uma comparação com o custo real de distribuição de fabricação também ajudará a definir um preço realista e com o posicionamento da marca.

Avalie as opções de veiculação

Nesse ponto, o profissional de marketing precisa avaliar as opções de posicionamento para entender onde o cliente tem mais probabilidade de fazer uma compra e quais são os custos associados ao uso desse canal. 

Vários canais podem ajudar a atingir uma base de clientes mais ampla e garantir o acesso ao bem de consumo no mercado consumidor, como é o caso de e-commerces.

Por outro lado, se o produto atende a um nicho de mercado específico, pode fazer sentido para os negócios concentrar a distribuição em uma área ou canal específico.

Lembre-se que o valor percebido do produto está intimamente ligado à forma como ele é disponibilizado.

Desenvolva uma estratégia de comunicação

Com base no público identificado e nos preços estabelecidos, a estratégia de comunicação de marketing já pode ser desenvolvida de forma otimizada e ágil, assim como a automatização se propõe a agilizar os processos de avaliação e perícia na construção civil, por exemplo.

Quaisquer que sejam os métodos promocionais finalizados, eles precisam atrair os clientes pretendidos e garantir que os principais recursos e benefícios do produto sejam claramente entendidos e destacados.

Verifique a cruzada do mix de marketing

Um passo atrás precisa ser dado neste ponto, para então verificar como todos os elementos identificados e planejados se relacionam. 

Todas as variáveis ​​do mix de marketing são interdependentes, ou seja, precisam umas das outras para uma estratégia forte. 

Também é preciso identificar se os canais de venda propostos reforçam o valor percebido do produto.

Mais ainda, deve-se avaliar se o material promocional está de acordo com os canais de distribuição propostos.

Por exemplo, um leitor RFID para segurança de estabelecimento comercial precisa reforçar aspectos de confiabilidade e visa um público específico – de empreendedores.

Assim, não é ideal comercializá-lo em pontos de vendas como estandes em shoppings ou mercados, pois isso pode impactar na imagem percebida e no custo proposto e aceito.

Por isso, para um plano de marketing efetivo, é preciso garantir que todos os 4 elementos estejam em harmonia e não haja mensagens conflitantes.

Conclusão

Por meio do uso bem-sucedido de um mix de marketing equilibrado, é possível que qualquer empresa alcance uma posição clara no mercado.

Afinal, a estratégia e, consequentemente, o produto atende a uma necessidade sentida por um segmento de nicho específico.

Assim, os métodos tradicionais de distribuição são equilibrados por um produto exclusivo e estratégias promocionais atualizadas.

Isso garante que a mensagem da marca chegue às pessoas certas, no momento certo e da maneira mais adequada.

Assim, é vital que qualquer empresa, seja do comércio varejista ou segmento de serviço, como desentupimento 24 horas, se concentre igualmente em todos os elementos do mix de marketing ao planejar um produto.

Eventualmente, pode haver a necessidade de destinar mais recursos para uma variável dos 4 ps do marketing, como fortes canais de distribuição em vez de atividades promocionais. 

No entanto, isso precisa vir depois que um plano e uma estratégia forem desenvolvidos e colocados em prática. 

Um mix de marketing eficaz pode significar a diferença entre um produto instantâneo ou um que está destinado a se tornar um clássico muito amado pelo mercado consumidor.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Especialista em Marketing Digital

Marketing digital são ações de comunicação que as empresas podem utilizar por meio da internet, da telefonia celular e outros meios digitais, para assim divulgar e comercializar seus produtos ou serviços, conquistando novos clientes e melhorando a sua rede de relacionamentos.

Separamos especialmente para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito + 15 =

Go up